quarta-feira, 4 de abril de 2012



Tudo deixou de existir!

Uma angústia que me invade a alma
Solidão que me convida á morte.
Lágrimas que caem estéreis frias inadvertidas.
Um olhar triste vazio.
Tudo deixando de ser de existir.
Restando-me apenas um olhar parado,
congelado num corpo já sem vida.
Porque ferida,dolorida,
finalmente admiti.
Que minhas dores,
foram se acumulando com os anos,
que já não tinham mais esperanças
Então desisti.

Autora
Lya Darella Ramos

Nenhum comentário:

Postar um comentário